Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 11, 2009

NGC 6397

Imagem
O enxame globular NGC 6397 encontra-se na constelação austral de “Ara” e fica aproximada a 7200 anos-luz de distância do nosso sistema solar. Este enxame é o segundo mais próximo de nós, e contem cerca de 400 mil estrelas e a sua idade estimada segundo modelos evolucionários é de 13400 +-/800 milhões de anos. Esta foto é composta por três exposições individuais nas bandas B, V e I, pela câmara WFI do telescópio de 2,2m ESO/MPI no observatório de La Silla, no Chile. Fonte: Portal do Astronomo.org

Nebulosa da América do Norte (NGC 7000)

Imagem
Esta nebulosa deve parte da sua fama à sua forma peculiar, dado fazer lembrar o continente Norte Americano. Obtida por Johannes Schedler, esta imagem mostra-nos a emissão proveniente de hidrogénio ionizado (HII) registada no seio desta nebulosa situada a cerca de 2000 anos-luz de distância na constelação do Cisne. Esta nebulosa, em conjunto com a sua vizinha nebulosa do Pelicano, faz parte de uma enorme região de hidrogénio ionizado, constituindo uma região activa de formação de estrelas com mais de 5000 massas solares. Crédito: Johannes Schendler (http://panther-observatory.com/).

Lua Rhea

Imagem
Crédito: Cassini Imaging Team, SSI, JPL, ESA, NASA. É uma lua, mas não é a nossa. Trata-se de Rhea, a segunda maior lua de Saturno, logo a seguir a Titã. E esta imagem, mais uma das muitas obtidas recentemente pela sonda Cassini, mostra-nos um conjunto de traços com uma coloração ligeiramente diferente do resto da superfície. Imagens de alta resolução revelaram que estes traços correspondem a grandes zonas de fracturas existentes na superfície de Rhea. Rhea é composto essencialmente por gelos, possuindo um diâmetro de cerca de 1500 km. Foi o 14º satélite de Saturno a ser descoberto. Fonte: Portal do Astronomo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...