Postagens

Mostrando postagens de Agosto 19, 2010

Seria a Lua Encélado de Saturno Propensa Para a Vida?

Imagem
Na pequena lua congelada de Saturno chamada Encélado, “a principal descoberta foi feita no Pólo Sul”, diz Carolyn Porco em sua palestra na Universidade de Haravard. Porco é diretora de operação de vôos e líder da equipe de imageamento da sonda Cassini que orbita o planeta Saturno. Seu trabalho envolve obter imagens detalhadas no espaço, imagens que ofereçam novas idéias sobre a natureza do universo, e sinais de vida em algum lugar no sistema solar. Ela descreveu as descobertas da Cassini de temperaturas elevadas na região polar da lua bem como a enorme pluma de partículas congeladas que são emitidas pelo satélites a distâncias de dezenas de milhares de quilômetros no espaço sideral. A análise dos rastros dessas partículas que inclui estudar o vapor d’água e a quantidade reduzida de materiais orgânicos como metano, dióxido de carbono e propano, sugerem que ele é abastecido por gêisers que tem sua erupção originada de um pacote de água salgada dentro da lua. As descobertas, notou Porco,…

Astrônomos Dão Passo Para Revelar o Maior Mistério do Universo

Imagem
Uma equipe internacional de astrônomos usando observações de lentes gravitacionais feitas pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA deram um importante passo para tentar resolver o mistério sobre a energia escura, um fenômeno que misteriosamente parece acelerar a expansão do universo. Os resultados obtidos pelos cientistas aparecem na edição de 20 de Agosto da revista Science. E o artigo original pode ser baixado aqui: http://tecnoscience.squarespace.com/arquivo/lente-gravitacional-no-aglomerado-de-galaaxias-abell-1689/A matéria dita como normal que é encontrada nas estrelas, planetas e nuvens de poeira somente faz parte de uma pequena fração da massa-energia contida no universo. Ela é então completada por uma enorme quantidade da chamada matéria escura – que é invisível mas pode ser detectada pela sua força gravitacional.

Por sua vez, a matéria negra no universo é preenchida por uma energia negra difusa que permeia todo o universo. Os cientistas acreditam que a pressão exercida por…

Nebulosa Boomerang

Imagem
Crédito: J. Biretta (STScI), Hubble Heritage Team, (STScI/AURA), ESA, NASA.      Telescópio: Hubble Space Telescope(HST). A nebulosa Boomerang parece ter sido formada a partir de um vento de alta velocidade de gás e poeira que emana de uma estrela central velha. O que confina este vento, que parece atingir velocidades da ordem de 600000 km/h, é ainda um mistério. Poderá ser a existência de um disco central denso ou a existência de fortes campos magnéticos. Pensa-se que esta nebulosa está a evoluir para a fase de nebulosa planetária, estágio final de evolução de determinadas estrelas quando esgotam o "combustível" que lhes permite brilhar. A nebulosa Boomerang estende-se por mais de 1 ano-luz e situa-se a cerca de 5000 anos-luz de distância, localizada na constelação de Centauro. A nebulosa Boomerang é um dos objetos peculiares do universo. Em 1995, utilizando o Telescópio Submilimétrico do European Southern Observatory, descobriu-se que a temperatura da nebulosa é de -272 ºC, …

Um Close-up da Nebulosa do Pelicano

Imagem
A proeminente feição de emissão destacada nessa imagem intensamente colorida é designada como IC 5067. Parte de uma nebulosa de emissão maior com uma forma distinta e popularmente chamada de A Nebulosa do Pelicano, a feição em forma de cadeia se espalha por 10 anos-luz e segue a curva da cabeça e do pescoço do pelicano cósmico. Formas negras fantásticas que aparecem na imagem são nuvens de gás frio e poeira esculpidas pela radiação energética de calor das estrelas massivas. Mas as estrelas também estão se formando no interior das formas negras. De fato, jatos gêmeos emergindo da parte central são sinais de uma protoestrela catalogada como Herbig-Haro 555. A Nebulosa do Pelicano por si só é também conhecida como IC 5070 e está localizada a uma distância de aproximadamente 2000 anos-luz. Para encontrá-la no céu, olhe a nordeste da estrela brilhante Deneb na constelação do Cisne (Cygnus). Créditos:http://apod.nasa.gov

Supernovas podem estar controlando o desenvolvimento de vida no Universo

Imagem
Segundo um novo estudo, as enormes explosões estelares podem estar por trás do desenvolvimento da vida no nosso planeta (e, possivelmente, em outros mundos). Uma propriedade especial das moléculas orgânicas da Terra pode ter sido causada pela explosão de uma supernova. Isso sugere que as bases para a formação da vida não foram criadas em nosso planeta, mas em outro lugar no cosmos. Os cientistas acreditam que isso aconteça porque as bases da vida, como açúcares e aminoácidos, têm formato quiral. Isso quer dizer que, se dividirmos eles ao meio, cada metade seria a imagem espelhada da outra (coloque suas mãos uma do lado da outra e você verá o que é quiralidade). Na química, a quiralidade significa que as moléculas não podem ser sobrepostas. Elas são consideradas canhotas ou destras dependendo da forma com que seus átomos são organizados. Na Terra, as bases da vida tendem a ser canhotas, assim como no resto do Universo (pelo menos é o que suspeitam astrônomos que analisaram meteoritos).…

O Ritmo de Saturno

Imagem
O planeta dos anéis tem um ritmo. Pesquisadores anteriormente observaram uma pulsação regular no brilho ultravioleta das auroras de Saturno e agora eles mostram que essas batidas estão sincronizadas com as emissões de rádio do planeta. Em 1980, quando a sonda Voyager detectou que oscilações no pulso eletromagnético ocorriam com um período de 11 horas, acreditava-se que eles estavam ajustados à rotação do planeta. Mas com o passar dos anos as batidas aceleraram e desaceleraram. Jonathan Nichols da Universidade de Leicester no Reino Unido, e seus colegas analisaram imagens feitas pelo Telescópio Espacial Hubble e mostraram que as auroras de Saturno mudam de intensidade e essas mudanças estão sincronizadas com as emissões de rádio. Isso sugere que os dois fenômenos estejam de alguma forma fisicamente relacionados. Estudos mais detalhados da magnetosfera de Saturno podem descobrir a razão para o ritmo confuso dos períodos dos pulsos de rádio, dizem os autores. Créditos:Ciência e Tecnologia/…

Netuno Completa sua Primeira Órbita Desde a Sua Descoberta

Imagem
O planeta Netuno estará em oposição – situação quando o Sol, a Terra e o planeta caíram em uma linha reta em 20 de Agosto de 2010. O planeta estará em uma posição exatamente oposta ao Sol no céu, sendo o seu ponto mais alto no céu ocorrendo a meia noite. normalmente esse ponto é também o ponto onde o planeta está mais próximo da Terra. Essa oposição porém é especial, pois Netuno retorna próximo ao ponto onde foi descoberto em 1846, marcando dessa forma sua primeira volta completa ao redor do Sol desde a sua descoberta. Coincidentemente a oposição de 1846 também caiu no dia 20 de Agosto, embora o planeta só tenha sido identificado mais de um mês depois no dia 23 de Setembro. A descoberta de Netuno tem uma história prévia interessante. O planeta Urano foi descoberto mais ou menos por acidente em 1781 pelo astrônomo Sir William Herschel, no decorrer da sua busca por objetos do céu profundo. A medida que o tempo passou a posição de Urano estava um pouco diferente daquela prevista pelos astr…

Encélado e o Anel G de Saturno

Imagem
À medida que Encélado espalha gelo de água para o espaço a partir de sua região polar sul, a sonda Cassini também registra o apagado anel G de Saturno próximo do satélite. O anel E é muito difuso para ser visto aqui, mas o anel G pode muito bem ser visto na imagem. O anel G atualmente está mais próximo da sonda Cassini mesmo que ele pareça estar atrás de Encélado. O terreno mais brilhante aqui observado (o lado esquerdo da lua) é iluminado pelo Sol e está no principal hemisfério de Encélado (com 504 quilômetros de comprimento). A luz refletida por Saturno cobre uma área maior na parte do satélite que está voltada para o planeta. O norte do satélite está para cima. Essa imagem foi feita apontando para o norte, um pouco acima do plano dos anéis. A imagem foi feita com os equipamentos que captam a luz visível e que estão a bordo da sonda Cassini com a câmera de ângulo restrito no dia 26 de Abril de 2010. A imagem foi obtida a uma distância de aproximadamente 993000 quilômetros de Encélado …

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...