Postagens

Mostrando postagens de Março 18, 2011

Erupções de raios-X podem ajudar formação de planetas

Imagem
Observações realizadas pelo telescópio espacial de raios-X Chandra parecem mostrar que as estrelas semelhantes ao Sol produzem enormes erupções ( flares ) quando ainda são jovens. Este resultado pode ter implicações importantes para as teorias de formação dos planetas. A menos que tenhamos uma máquina do tempo, que nos permita viajar até ao passado, a única forma que temos para perceber como seria o Sol pouco tempo após a sua formação é observar outros jovens sois , estrelas ainda em formação ou que se formaram há pouco tempo. Foi exactamente isto que uma equipa internacional de astrofísicos fez.Utilizando o telescópio de raios-X Chandra, observou durante 13 dias consecutivos a nebulosa de Orion, uma grande maternidade de estrelas que se encontra a cerca de 1500 anos-luz de nós. Os dados recolhidos permitiram estudar a emissão de raios-X em cerca de 1400 estrelas jovens, 30 das quais semelhantes ao Sol. Ilustração de um disco proto-planetário em torno de uma estrela activa. As enormes…

A Origem dos Planetas e a Formação da Terra

Imagem
Os cientistas acreditam que restos da nebulosa que formou o sol permaneceram girando ao redor dele como uma nuvem gasosa. Entre 4,5 e 5 bilhões de anos atrás, ocorreram vários pontos de condensação nessa nuvem, originando aglomerados compactos, deles, originaram os planetas, satélites, asteróides e cometas. Formava-se, então, o sistema solar. A evidências científicas têm mostrado que o planeta terra surgiu por volta de 4,6 bilhões de anos, a partir de um ponto de aglomeração de poeira, rochas e gases no disco de matéria que orbitava o Sol em formação. Durante a formação da terra, a pressão no interior do aglomerado gerou tento calor que materiais rochosos mais internos se fundiram, escapando para a superfície na forma de lava incandescente, em erupções vulvânicas violentas. Além disso, a Terra em formação era continuamente bombardeada por corpos que vinham do espaço. Em seus primeiros 700 milhões de anos de existência, com certeza, nenhum tipo de vida poderia existir nela, uma vez que…

O Sonho de Ahab - A Galáxia da Baleia

Imagem
A Galáxia da Baleia,NGC 4631, conhecida por ter um halo de gás quente que emite brilho em raios-X, localiza-se a somente 25 milhões de anos-luz de distância da Terra na constelação do norte Canes Venatici, ela tem um tamanho similar ao da Via Láctea. A Galáxia da Baleia é retratada nessa bela imagem colorida que mostra o núcleo amarelado da galáxia, as nuvens de poeira escura, os brilhantes aglomerados estelares azuis e as regiões avermelhadas de formação de estrelas que são facilmente identificadas. Uma galáxia companheira, a pequena galáxia elíptica NGC 4627 está um pouco acima da Galáxia da Baleia. Fora da imagem, na borda inferior da imagem localiza-se outra galáxia distorcida, a NGC 4656 que tem a forma de um taco de hockey. As distorções e os rastros de gás e poeira detectados em outros comprimentos de onda sugerem que todas as três galáxias tiveram contatos imediatos umas com as outras no passado cósmico. Fonte:http://www.cienctec.com.br         (www.dailygalaxy.com)

Buracos negros no universo primitivo nasciam dentro de objetos que são chamados de quase-estrelas ou quasi-star

Imagem
Em uma estrela normal sua energia vem de reações nucleares, enquanto que em uma quase-estrela se trata de radiação gerada pela matéria que cai dentro do buraco negro. Monstruosos buracos negros no Universo primitivo poderiam ter-se formado no interior objetos gigantes que seriam como as atuais estrelas. Os modelos mais detalhados deste cenário poderia ajudar a explicar como os buracos negros com uma massa de um bilhão de sóis ou mais foram criados no primeiro bilhão de anos do Universo. Foi sugerido que, quando uma enorme nuvem de gás se contrai com a gravidade, poderia formar um buraco negro pequeno em seu núcleo estrelar, dando origem a um objeto chamado quase-estrelas (quasi-star). Cálculos publicados em 2006 por Mitchell Begelman da Universidade do Colorado em Boulder sugeria que tal buraco negro poderia crescer rapidamente até 1000 vezes a massa do sol, alimentando-se do gás que o envolvia, que basicamente era a estrela. De forma lenta mas em constante crescimento o objeto nos nú…

NASA divulga imagens inéditas da Lua

Imagem
Para melhorar a visualização da topografia da Lua, as imagens foram coletadas quando o Sol estava em um ângulo baixo no horizonte.[Imagem: NASA/LRO/LOLA]
Lua em alta resolução

A NASA divulgou o último conjunto de dados científicos coletados durante a fase exploratória da sonda LRO Lunar Reconnaissance Orbiter - são também os primeiros desde que a sonda se tornou um satélite científico, ao final da sua missão primária. Os sete instrumentos da sonda coletaram 192 terabytes de dados - o que equivale a 41.000 DVDs.  "Como a Lua está muito perto e como nós temos uma estação terrestre dedicada, conseguimos baixar mais dados da LRO do que de todas as missões planetárias juntas," disse o cientista chefe da missão, Richard Vondrak.
Mapas da Lua
Esses dados permitiram a construção de mosaicos da Lua em alta resolução. O principal mapa completo da Lua tem uma resolução de 100 metros por pixel. O mosaico inteiro é uma imagem quadrada com 34.748 pixels de lado. Para melhorar a visualização d…

Telescópio Espacial Kepler terá upgrade de software

Imagem
Uma nova função permitirá que os cientistas efetuem diagnósticos de validação dos dados, obtendo informações para priorizar alvos interessantes para novas observações. [Imagem: ESA]
Upgrade espacial


Pouco mais de dois anos depois de seu lançamento, o telescópio espacial Kepler já entrou para a história graças a uma série imbatível de descobertas. As duas mais recentes incluem 54 planetas na zona habitável e um sistema planetário com seis planetas. Mas os cientistas parecem não estar satisfeitos e querem mais, muito mais. Para isso, eles estão preparando uma atualização no programa de gerenciamento do telescópio. O upgrade inclui no programa descobertas recentes e avanços alcançados no processamento dos dados das chamadas "assinaturas" dos planetas em trânsito.
Visão mais aguçada
A atualização de software deverá aumentar substancialmente a capacidade do telescópio para descobrir planetas com as dimensões da Terra e mesmo planetas ainda menores, o que era considerado muito difícil …

LHC pode se tornar a primeira máquina do tempo do mundo

Imagem
LHC do tempo
O LHC (Large Hadron Collider), além de ser o maior experimento científico do mundo, pode se tornar também a primeira máquina capaz de fazer a matéria viajar de volta no tempo. Isto se Tom Weiler e Chui Man Ho estiverem corretos. Os dois físicos da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, acabam de propor a ideia em um artigo ainda não aceito para publicação, enviado para o repositório arXiv. "Nossa teoria é um tiro de longa distância," admite Weiler. "Mas ela não viola nenhuma lei da física e nem qualquer restrição experimental.
O Grande Colisor de Hádrons (LHC) é o maior experimento científico da história.[Imagem: CERN]
Partículas de Higgs

Um dos maiores objetivos do LHC é encontrar o bóson de Higgs, uma partícula hipotética da qual os físicos lançam mão para explicar porque partículas como os prótons, nêutrons e elétrons possuem massa. Se o Grande Colisor de Hádrons realmente conseguir produzir essa que é chamada a "partícula de Deus", algun…

Mercúrio e Júpiter Se Apresentam no Pôr-do-Sol

Imagem
Créditos da Imagem & Copyright: Göran Strand
Quando as tonalidades quentes do pôr-do-Sol, começam a se apagar, duas fontes luminosas começam a brilhar no crepúsculo noturno, essas fontes nada mais são que Mercúrio e Júpiter. Vagando para longe do Sol no céu terrestre, Mercúrio oferece boas condições de observação à medida que a primavera avança no hemisfério norte, onde o plano da elíptica faz um ângulo acentuado com o horizonte oeste. Porém Júpiter continuará sua jornada, se afundando cada vez mais no céu após o pôr-do-Sol. E assim, de fato, Mercúrio exibirá seu brilho bem acima de Júpiter e do céu laranja do pôr-do-Sol. Essa imagem, foi registrada desde a ilha de Frösön o norte da Suécia, a cena cruza o Lago Storsjön em direção a vila de Hallen e às montanhas distantes. Logicamente que uma visão muito melhor de Mercúrio será enviada pela sonda Messenger que no dia 17 de Março de 2011, entrou com sucesso em órbita de Mercúrio e poderá estudar em detalhes o planeta mais próximo …

Sonda Messenger entra em órbita de Mercúrio

Imagem
Conhecemos até agora apenas 45 % do planeta, mas agora com a entrada da sonda Messenger em sua orbita, que já fez três passagens, elevamos este conhecimento em 98%

A Messenger se tornou hoje a primeira sonda espacial a entrar em órbita de Mercúrio.[Imagem: NASA]

Manobra automática

A sonda espacial Messenger fez uma manobra histórica às 21h45 de hoje, no horário de Brasília, entrando em órbita de Mercúrio. Esta é a primeira vez que uma sonda espacial entra em órbita do planeta mais interno do Sistema Solar. Algumas horas antes do acionamento dos motores da Messenger para a manobra, a NASA passou a sonda para modo automático, uma vez que todos os parâmetros estavam dentro do previsto, sem nenhuma necessidade de correção. A seguir, foi só aguardar o sinal da nave de que tudo tinha transcorrido bem.
Calibração
Nas próximas semanas, os engenheiros vão checar e calibrar todos os instrumentos para terem certeza de que eles estão funcionando bem no hostil ambiente do planeta. A operação de ligar …

"Super Lua Cheia" acontece neste sábado

Imagem
A Lua vai chegar ao ponto mais próximo da Terra.Foto: Nasa/Divulgação
No próximo sábado, dia 19 de março, e se as condições meteorológicas ajudarem, será possível observar uma Lua Cheia especial no céu, uma super Lua Cheia. Este fenômeno é bem mais raro do que a famosa Lua Azul, que acontece uma vez a cada dois anos e meio. A órbita da Lua em torno da Terra não é uma circunferência perfeita, mas sim uma elipse. Quando a Lua se encontra na ponta da elipse mais próxima da Terra está no perigeu, e quando a Lua se encontra na ponta da elipse mais afastada da Terra dizemos que se encontra no apogeu. A Lua no perigeu fica cerca de 50 mil km mais perto da Terra do que no apogeu. A Lua Cheia do próximo sábado quase coincide com o perigeu da Lua, cuja diferença será de uma hora. A Lua Cheia vai nascer no leste ao pôr do Sol e deve parecer especialmente grande quando estiver próxima ao horizonte. Como resultado a Lua poderá parecer no céu cerca de 14% maior e 30% mais brilhante do que as Luas C…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...