Postagens

Mostrando postagens de Julho 19, 2011

Sonda Juno Pronta Para Seguir Viagem

Imagem
Técnicos utilizam uma ponte rolante para diminuir a sonda Juno em um suporte de abastecimento de Facility Astrotech de Processamento perigosas em Titusville, na Flórida. crédito: NASA / KSC O trabalho com a sonda da NASA Juno continua, agora, a sonda está sendo inserida em seu compartimento desde ontem, dia 18 de Julho de 2011. O compartimento funcionará como um casulo protetor que irá ser o escudo da Juno durante os 205 segundos de ascensão da sonda em sua órbita. O processo de encapsular a sonda deve demorar aproximadamente 4 dias. Na última sexta-feira, dia 15 de Julho de 2011, a equipe da Juno usou um processo chamado de radiografia de raios-gama para inspecionar a solda das conexões dos dois principais instrumentos que viajarão com a sonda, ou seja, dois magnetômetros. Os resultados dessa inspeção indicaram que existe uma boa quantidade de solda conectando os cabos e fios o que permitirá que os instrumentos da Juno operem bem durante toda a missão. A sonda Juno carrega dois magnet…

NGC 1132: Uma Gigantesca Galáxia Elíptica Que é Considerada Como Um Fóssil Cósmico

Imagem
Essa estranhagaláxia elíptica, conhecida como NGC 1132, possui pouca quantidade de gás e poeira e aparece como uma galáxia grande e isolada na direção da constelação de Eridanus, o Rio, com pouca formação recente de estrelas e fascinantes galáxias no plano de fundo que são observadas a distância. A mega galáxia é mais conhecida como um fóssil cósmico, o momento posterior a um enorme empilhamento de múltiplas galáxias onde a sequência de colisão construiu uma gigantesca galáxia elíptica gigante e difusa muito mais brilhante que as galáxias típicas. Nessa composição feita em cores falsas, a luz visível aparece em branco, enquanto que radiação raio-X aparece em azul e indica a pouco comum presença de gás extremamente quente. A radiação raio-X também provavelmente traça a localização da matéria escura. Uma hipótese para a geração da NGC 1132 é que ela seja o resultado de uma série de fusões galácticas numa região que uma vez possuía um pequeno grupo de galáxias. A NGC 1132 está localizada…

Os grandes mistérios de Júpiter

Imagem
O planeta Júpiter tem um nome justo, em homenagem ao rei dos deuses na mitologia romana: sendo o maior planeta do sistema solar, se todos os outros objetos (com exceção do sol) fossem esmagados juntos, iriam caber dentro de sua esfera. Adequar o tamanho do gigantesco Júpiter é apenas um dos muitos desafios científicos que cercam o planeta. No início de agosto, a NASA vai lançar uma missão até Júpiter, chamada “Juno”, uma nave espacial que vai chegar ao planeta em 2016 e ajudar a desvendar seus maiores mistérios, que incluem:
Faixas de nuvens e tempestades
Júpiter parece um ovo de Páscoa (e não estamos falando daquele de chocolate, mas os tradicionais ovinhos pintados) cuidadosamente tingido. Tons mais leves, chamadas zonas, e tons mais escuros, chamados cintos, alternam-se no mundo maciço. Quão profundas essas características são, no entanto, é totalmente incerto. “Não sabemos se as zonas e cintos são apenas uma característica de superfície, e por dentro, Júpiter está rotando como um co…

Por que Vênus e Urano giram em sentido contrário ao dos outros planetas do Sistema Solar?

Imagem
Com alguma licença poética, poderíamos dizer que foi por causa de um trauma de infância. Há cerca de 4,5 bilhões de anos, quando o Sistema Solar ainda era um disco de gás e poeira girando em torno do Sol, as nuvens que dariam origem a Vênus e a Urano sofreram turbulências particulares que modificaram para sempre sua rotação. "O motivo foram as colisões entre os pedaços que formaram esses dois planetas", afirma o astrônomo Roberto Dias da Costa, da USP. Assim, a rotação dos dois astros pode, de fato, ser considerada uma anomalia, já que a dos outros sete planetas do nosso sistema acompanha a rotação do Sol antes mesmo de terem nascido. "Isso acontece porque aquele imenso disco de gás e poeira girava junto com a estrela central. Aí, a maior parte dos planetas continuou naturalmente no mesmo sentido", diz Roberto. Essa rotação contrária significa que um astronauta que fosse a Vênus veria o Sol nascer no oeste e se pôr no leste. Já em Urano isso não aconteceria. Como o…

Sonda Dawn Envia Imagens a Partir de Órbita de Vesta

Imagem
Sonda Dawn da NASA obteve esta imagem a 17 de Julho de 2011. Foi obtida a uma distância de 15.000 quilómetros. Cada pixel na imagem corresponde aproximadamente a 1,4 km.Crédito: NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA A sondaDawn da NASA enviou as primeiras imagens de órbita do gigante asteróide Vesta. No sábado, dia 16, a NASA tornou-se na primeira sonda a entrar em órbita de um objecto na cintura principal de asteróides entre Marte e Júpiter. A imagem capturada para propósitos de navegação mostra Vesta no seu melhor detalhe até agora. Quando Vesta capturou a Dawn para órbita, estava aproximadamente a 16.000 quilómetros do asteróide. Os engenheiros estimam que a captura orbital tenha tido lugar por volta das 6 da manhã de dia 16. Vesta mede 530 km em diâmetro e é o segundo objecto mais massivo na cintura de asteróides. Telescópios terrestres e espaciais há já quase dois séculos que obtêm imagens de Vesta, mas a sua superfície nunca tinha sido observada com tanto detalhe.  "Estamos a co…

A Galáxia IC 755 Hospeda Explosão de Supernova

Imagem
Créditos:ESA / Hubble & NASA O Telescópio Espacial Hubble das Agências Espaciais NASA e ESA registrou uma imagem de um fluxo alongado de estrelas, gás e poeira chamado de IC 755, que na verdade é uma galáxias espiral que nós observamos de lado. Em 1999, uma estrela localizada dentro da IC 755, foi vista explodindo como uma supernova e denominada então de supernova SN 1999an. A supernova foi descoberta pelo Beijing Astronomical Observatory Supernova Survey e três anos depois o Hubble foi usado para estuar o ambiente onde a explosão ocorreu. A inclinação da galáxia fez com que a observação da supernova fosse um desafio a parte, à medida que uma grande quantidade de outros objetos obscurecem a visão. Dados valiosos foram obtidos e sugerem que antes da detonação a estrela tinha por volta de 20 vezes a massa do Sol e isso provavelmente dava a ela uma idade de 14 milhões de anos. Supernovas como a SN 1999an são classificadas como do Tipo IIs e elas são eventos dramáticos que marcam o fim…

Família de Astéroides

Imagem
Crédito de imagem: NASA / JPL-Caltech / JAXA / ESA Composição de imagens que mostra os tamanhos comparativos de nove asteroides. Até o momento, o Lutetia, um asteroide com diâmetro de 130 quilômetros era o maior asteroide já visitado por uma sonda, essa visita aconteceu em um sobrevoo. Pode-se ver na imagem que o asteroide Vesta domina a família fazendo com que os outros pareçam asteroides anões. O Vesta já é o maior asteroide visitado por uma sonda de origem humana, ele é considerado um protoplaneta devido ao seu tamanho gigantesco, com 530 quilômetros de diâmetro. Além disso, a sonda Dawn, não somente está visitando o asteroide como entrou em sua órbita e além disso, posteriormente ela visitará um asteroide ainda maior, o Ceres, o maior asteroide do cinturão principal de asteroides.
Fonte:http://www.nasa.gov/multimedia/imagegallery/image_feature_2010.html

Rússia enviará nave espacial para Marte em novembro

Imagem
Viagem inicial, marcada para 2009, foi adiada para reduzir os riscos da missão
Nave partiria de Baikonur, no Cazaquistão, e levaria 11 meses para chegar à órbita marciana A Rússia enviará em novembro para Marte a nave Fobos-Grunt, que deve instalar uma estação automática em um satélite do planeta vermelho, segundo anunciou nesta segunda-feira Víctor Jartov, desenvolvedor chefe da Associação de Produção Científica Lavochkin. A Fobos-Grunt será transportada para a base de Baikonur em setembro para iniciar os preparativos do voo e deve ser lançada entre os dias 3 e 5 de novembro. O lançamento espacial foi adiado em setembro de 2009 para reduzir riscos e aumentar a confiabilidade da missão interplanetária. Segundo o plano inicial, o aparelho devia partir desde Baikonur propulsado por um foguete Zenit-2SB e alcançar a órbita marciana 11 meses depois. Depois, um módulo da nave aterrissaria em Fobos, a lua marciana - que, segundo alguns cientistas, foi um asteroide capturado pela força de grav…

Vista de Vesta

Imagem
Créditos e direitos autorais : NASA, JPL-Caltech, UCLA, MPS, DLR, IDA O que faz a superfície do asteroide Vesta ter essa aparência? O asteroide mais brilhante do Sistema Solar e o objeto que abriga 10 por cento de toda a massa do cinturão principal de asteroides nunca tinha sido visto com esse grau de detalhes antes. Nas últimas semanas, contudo, a sonda robótica Dawn da NASA tornou-se a primeira sonda a se aproximar do Vesta. Alguns dias atrás, pouco depois de ter entrado na órbita do asteroide, a sonda Dawn fez a imagem acima. Imagens anteriores mostram o Vesta como um velho e castigado mundo, coberto por crateras, bulbos, rochas e desfiladeiros. O estudo do Vesta pode fornecer pistas sobre a época de formação do Sistema Solar, e sobre como um mundo nada comum pode ser um dos maiores protoplaneta remanescentes dessa época. Após um ano estudando o Vesta, a sonda Dawn deixará a sua órbita, e em 2015, se aproximará do único objeto no cinturão de asteroides que é maior que o Vesta, o gi…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...