Postagens

Mostrando postagens de Julho 21, 2011

NGC 2683: Espiral de Perfil

Imagem
Créditos e direitos autorais: Dados: Hubble Legacy Archive,ESA, NASA; Processamento: Nikolaus Sulzenauer A galáxia espiral NGC 2683 tem uma barra no seu centro? Ela é tão parecida com a nossa própria galáxia barrada, a Via Láctea, que é de se imaginar que sim. No entanto, ela se apresenta tão de perfil que é difícil dizer. De qualquer forma, este deslumbrante island universe, catalogado como NGC 2683, está a meros 20 milhões de anos-luz de distância na constelação boreal do Gato (Lynx). NGC 2683 é vista quase de perfil nesta paisagem cósmica, com galáxias mais distantes espalhadas pelo fundo. A luz mesclada de uma grande população de velhas estrelas amarelas forma o incrivelmente luminoso núcleo galáctico. As luzes das estrelas iluminam as silhuetas das faixas de poeira ao longo dos braços espirais, pontilhados com o brilho azul indicador de aglomerados de jovens estrelas nas regiões formadoras de estrelas desta galáxia. Fonte:http://www.astronews.com.br/WebSite/index.php?Page=PhotoLi…

ESA: Hubble registra "detalhes nunca vistos" de Andrômeda

Imagem
"Longe de ser um objeto, opaco denso, o Hubble nos lembra que a característica dominante de uma galáxia são os enormes vazios entre suas estrelas", diz a ESA em comunicado.Foto: ESA/Divulgação A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), parceira da Nasa no Hubble, divulgou nesta quinta-feira quatro imagens da galáxia Andrômeda registradas pelo telescópio com "detalhes nunca vistos". As observações mostram até estrelas individuais - mesmo alguns dos mais potentes equipamentos não conseguem registrar estrelas em outras galáxias. As imagens, afirmam a ESA, foram possíveis graças ao posicionamento do Hubble, que não tem a interferência da atmosfera, e ao fato de Andrômeda ser a galáxia espiral mais próxima da Via Láctea - ela pode ser vista até a olho nu. O registro foge às imagens mais conhecidas de Andrômeda, como esta, também do Hubble, que mostram a galáxia inteira Além disso, os astrônomos evitaram focar o centro de Andrômeda, onde as estrelas são muito p…

Despedida da Atlantis em Parkes

Imagem
Créditos e direitos autorais : John Sarkissian (CSIRO Parkes Observatory)
O rádio telescópioParkes de 64 metros é conhecido por sua contribuição para a história humana no espaço, famoso por ter apoiado as transmissões televisas para todos os cantos da Terra durante o voo da Apollo 11. O enorme e guiado prato flutua no primeiro plano dessa paisagem conseguida no começo da noite. Acima do prato está o céu estrelado da região de New South Wales da Austrália o que inclui as constelações famosas do sul como a Vela, a Puppis, e Hydra juntamente com um sinal que nunca mais será visto novamente. Ainda brilhando à luz do Sol e vagando da direita para a esquerda um pouco abaixo da cabine de foco do rádio telescópio está o rastro do Ônibus Espacial Atlantis, pouco depois de ter se desacoplado da Estação Espacial Internacional pela última vez. A estação espacial segue seu arco da parte inferior esquerda da foto aproximadamente 2 minutos atrás do Atlantis na…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...