Postagens

Mostrando postagens de Novembro 29, 2011

7 grandes mistérios de Marte

Imagem
Marte era conhecido como a “estrela de fogo” pelos astrônomos chineses, e os cientistas ainda debatem questões sobre o planeta vermelho. Mesmo após várias espaçonaves terem sido enviadas para o planeta, pouso se sabe sobre ele. Aqui estão alguns dos mistérios a serem resolvidos:

7 – Porque Marte tem duas caras?
Os cientistas têm debatido sobre as diferenças entre os dois lados de Marte por décadas. O hemisfério norte é plano e baixo – está entre os mais planos no sistema solar, potencialmente formado por água, que um dia correu na superfície marciana. Enquanto isso, o lado sul é acidentado e cheio de crateras, e cerca de 4 a 8 quilômetros maior em elevação do que o hemisfério norte. Evidências recentes sugerem que a grande disparidade entre os lados do planeta foi causada por uma pedra gigante que se chochou com o planeta, há muito tempo atrás.
6 – Qual a fonte de metano em Marte?
 Metano – a simples molécula orgânica – foi descoberta na atmosfera de Marte pela nave Mars Express, em 2003.…

A NGC 3621 Não Tm Bulbo Central Mas Tem Três Buracos Negros Centrais

Imagem
Créditos:ESO Essa imagem do Very Large Telescope (VLT) do ESO, mostra uma galáxia realmente impressionante conhecida como NGC 3621. Para começar ela é uma galáxia de disco puro. Como outras espirais, ela tem um disco achatado, permeado por linhas escuras de material e com braços espirais proeminentes onde estrelas jovens estão se formando em aglomerados (os pontos azuis na imagem). Mas enquanto a maioria das galáxias espirais possuem um bulbo central, um grande grupo de estrelas velhas empacotadas em uma região compacta e esferoidal, a NGC 3621 não possui essa característica. Nessa imagem, está claro que existe um simples brilho no centro, mas não um bulbo verdadeiro como pode ser visto em outras galáxias como a NGC 6744. A NGC 3621 é também interessante à medida que acredita-se tenha um buraco negro supermassivo em seu centro que está engolindo matéria e produzindo radiação. Isso é algo pouco comum, pois a maior parte desses chamados núcleos ativos galácticos existem em galáxias com b…

Hubble Encontra Anel de Matéria Escura em Aglomerado de Galáxias

Imagem
Créditos:NASA, ESA,MJJeeeH.Ford (JohnsHopkinsUniversity) Uma equipe internacional de astrônomos usando o Telescópio Espacial Hubble das Agências Espaciais NASA e ESA descobriram um anel fantasma de matéria escura que se formou há muito tempo atrás durante uma colossal colisão entre dois aglomerados massivos de galáxias. Essa foi a primeira vez que uma distribuição de matéria escura foi descoberta se diferenciando substancialmente da distribuição da matéria ordinária. Essa imagem acima mostra o aglomerado de galáxias CI 0024+17 (ZwCI 0024+1652) como observado pela Advanced Camera for Surveys do Hubble. A imagem mostra galáxias apagadas num segundo plano distante que têm sua luz desviada pelo forte campo gravitacional do aglomerado. Mapeando assim, a luz distorcida e usando isso para deduzir como a matéria escura está distribuída no aglomerado, os astrônomos detectaram o anel de matéria escura. Uma das galáxias de fundo está localizada aproximadamente duas vezes mais longe do que o aglom…

Luas De Plutão Podem Significar Perigo Para a New Horizons

Imagem
Duas imagens legendadas do sistema de Plutão obtidas pela câmara WFC3 do Telescópio Espacial Hubble, com o recém-descoberto P4 dentro do círculo. A imagem à esquerda foi obtida a 28 de Junho de 2011, e a da direita a 3 de Julho.Crédito: NASA, ESA e M. Showalter (Instituto SETI) Quando a sonda New Horizons chegar a Plutão em Julho de 2015, pode descobrir que a região é mais perigosa do que antecipava. A descoberta de várias luas em torno de Plutão - e o potencial para haver mais - aumenta os riscos durante as passagens rasantes da sonda. O problema principal são os detritos. As pequenas luas estão sob constante bombardeamento de rochas espaciais vizinhas chamadas objectos de Cintura de Kuiper, mas a pequena gravidade das luas impede-as de segurar bocados de rocha e poeira, que voam para fora quanto são atingidas. Os detritos ao invés ficam presos na órbita de Plutão, onde constituem uma séria ameaça para a New Horizons.  "O problema mais provável que vamos encontrar é sermos atingi…

Primeira imagem de sistema extra-solar captada por amador

Imagem
Beta Pictoris assemelha-se ao que o Sistema Solar terá sido há 4500 milhões de anos
O astrónomo amador neo-zelandês Rolf Wahl Olsen fotografou um disco protoplanetário de detritos e pó que gira à volta da estrela Beta Pictoris, a 63,4 anos-luz da Terra. Esta é a primeira fotografia de um amador de um sistema extra-solar. Beta Pictoris é um sistema muito jovem que tem apenas 12 milhões de anos. O seu interesse para os astrónomos tem a ver com o facto de este se assemelhar àquilo que o Sistema Solar terá sido há 4500 milhões de anos. Para um amador, fazer uma fotografia destas envolve uma grande complexidade. A principal dificuldade das imagens deste sistema é o “brilho esmagador” da estrela Beta Pictoris, que “ofusca” completamente o disco de pó que gira muito perto da estrela, explica Olsen, no seu próprio site. O autor seguiu a técnica descrita no artigo «Observation of the central part of the beta Pictoris disk with an anti-blooming CCD», publicado em 1993. Esta consiste em fazer uma…

Além do centro da galáxia Centaurus A

Imagem
Créditos da Imagem: NASA, ESA, and the Hubble Heritage (STScI/AURA) - ESA/Hubble Collaboration; Acknowledgement: R. O'Connell (U. Virginia) Um fantástico emaranhado de aglomerados de estrelas azuis jovens, gigantescas nuvens brilhantes de gás e linhas escuras de poeira circundam a região central da galáxia ativa conhecida como Centaurus A. A imagem acima foi feita pelo Telescópio Espacial Hubble e foi processada de forma especial para apresentar uma imagem em cor natural desse redemoinho cósmico. Imagens infravermelhas do Hubble também mostram que escondido no centro dessa atividade, estão o que parecem ser discos de matéria que fazem um movimento espiral em direção a um buraco negro com uma massa de um bilhão de vezes a massa do Sol. A Centaurus A por si só é aparentemente o resultado de uma colisão entre duas galáxias e os detritos resultantes dessa colisão estão sendo continuamente sendo consumidos pelo buraco negro. Os astrônomos acreditam que o motor desse buraco negro centra…

Sonda Cassini da NASA Fotografa Região do Mare Kraken em Titã

Imagem
A sondaCassini da NASA olhou na direção do maior satélite de Saturno, Titã, e conseguiu espiar o enorme Mare Kraken em detalhe localizado no hemisfério norte da lua. O Mare Kraken é um grande mar de hidrocarboneto líquido, visível como uma área escura na parte superior da imagem. Essa imagem foi feita com a sonda olhando na direção do lado de Titã que é voltado para Saturno. O satélite Titã possui aproximadamente 51150 quilômetros de diâmetro. O norte em Titã está para cima na imagem e rotacionado 29 graus para a esquerda. A imagem acima foi feita com a câmera de ângulo restrito da sonda Cassini, no dia 14 de Setembro de 2011, usando um filtro espectral sensível ao comprimento de ondas do infravermelho próximo centrado em 938 nanômetros. A imagem acima foi adquirida a uma distância de aproximadamente 1.9 milhões de quilômetros de Titã, com o conjunto Sol-Titã-Cassini em fase com ângulo de 26 graus. A escala da imagem é de 12 quilômetros por pixel. Fonte:http://cienctec.com.br/wordpress…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...