Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2012

Anel de matéria escura é encontrado em grupo de galáxias

Imagem
Você provavelmente já sabia que o universo não é só feito de matéria, como nós, mas também de matéria escura, uma misteriosa substância que não pode ser vista, mas que os cientistas sabem que existe porque pode ser detectada através de sua atração gravitacional. Os cientistas estimam que a matéria escura componha cerca de 83% da massa de nosso universo, o que é muito mais do que a matéria e, consequentemente, figura um grande mistério para nós. Recentemente, pesquisadores do Observatório da Universidade de Munique, na Alemanha, detectaram uma gigantesca cadeia de matéria escura entre dois superaglomerados de galáxias – Abell 222 e Abell 223.  Os astrônomos há um bom tempo imaginavam que o espaço entre as galáxias era composto por matéria escura e fria, mas ela nunca havia sido detectada diretamente. Nas observações dos pesquisadores, ela aparece justaposta com a distribuição de matéria comum, o que permite uma comparação sem precedentes entre as duas fontes de gravidade. A ma…

Imagem mostra um show espetacular do gigante Júpiter passando atrás de nossa Lua

Imagem
Astrônomosbritânicos acordaram hoje antes do amanhecer para vislumbrar o maior planeta do sistema solar passar serenamente atrás da Lua. A ‘ocultação’ rara – um termo astrológico quando um objeto está escondido por outro objeto que passa entre ele e o observador – era claramente visível a olho nu, apesar de Júpiter estar a 600.000.000 de quilômetros de distância de nós. O gigante passou por trás da Lua crescente em torno de três horas. Estas imagens surpreendentes de Júpiter foram registradas por Steve Knight perto de sua casa em Banbury, Oxfordshire. Foi um evento único, pois as luas de Júpiter, Europa, Ganimedes, Io e Calisto foram ocultadas. Júpiter, o quinto planeta após o Sol, é o maior do sistema solar e possui mais de 60 satélites conhecidos (podem existir mais), mas a maioria deles são extremamente pequenos. Ele possui a chamada Grande Mancha Vermelha, uma tempestade atmosférica maior que todo o planeta Terra em extensão e com velocidades que podem atingir 6…

Seria a Lua o nosso lar futuro? Cientistas afirmam que sua poeira ultrafina é venenosa para humanos

Imagem
Viver na Lua ou montar bases de pesquisa por lá é um dos grandes objetivos da humanidade. Mas o nosso vizinho pode não ser tão hospitaleiro assim como pensamos. Cientistas afirmam que a espessa e intacta poeira lunar, com partículas ultrafinas, portanto fáceis de serem inaladas, pode aumentar exponencialmente o risco de desenvolvimento de câncer, semelhante ao que ocorre na Terra quando aspiramos amianto e cinzas vulcânicas. Isso faz com que os cientistas classifiquem a poeira lunar como venenosa aos seres humanos. Pesquisadores da Universidade do Tennessee declararam, referindo-se aos primeiros passos de Neil Armstrong: “Os astronautas da Apollo relataram efeitos indesejáveis que afetaram a pele, olhos e vias aéreas, que poderiam estar relacionados à poeira que ficou aderida aos trajes espaciais durante suas atividades extraveiculares, posteriormente trazidas para a nave”.  Com exposição de longo prazo, a equipe diz que a inalação seria prejudicial – mesmo usan…

Buraco negro ilumina Galáxia

Imagem
Um buraco negro supermassivo é o principal suspeito por trás da aparência brilhante da galáxia 3C 305, localizada a cerca de 600 milhões de anos-luz de distância, na constelação Draco (Dragão).Dados compostos do observatório de raios X Chandra e outros telescópios sugerem que o buraco negro pode estar interagindo com o gás interestelar e emitindo raios X. Ou, a radiação luminosa de regiões próximas ao buraco negro pode infundir energia para o gás que o faz brilhar. As estruturas em vermelho e azul claro são imagens em raio X e no óptico do observatório Chandra e do telescópio espacial Hubble, respectivamente. Os dados de emissão óptica é apenas oxigênio e, portanto, toda a extensão da galáxia não é vista. Os dados em rádio são mostrados em azul mais escuro e são do Very Large Array do National Radio Astronomy Observatory (NRAO) no Novo México, bem como Multi-Element Radio-Linked Interferometer Network no Reino Unido. Uma característica inesperada desta imagem em múltipl…

Estrela recém-nascida tem “batimentos” registrados em raio-X

Imagem
A estrela “recém nascida” chama-se V1647 Orionis, e não é de fato uma estrela, mas uma “protoestrela” – ela não tem temperatura e densidade suficientes para produzir luz e energia por nucleossíntese estelar, o processo que transforma hidrogênio em hélio, e habita uma nebulosa, a Nebulosa de McNeil, a cerca de 1.300 anos-luz de distância do Sol. A nebulosa chamou a atenção de astrônomos e astrofísicos em 2004, quando a atividade de V1647 aumentou e iluminou a mesma. Durante dois anos, a protoestrela esteve ativa e então acalmou-se, voltando à ativa em 2008. Desde então, tem se mantido brilhante. A observação de V1647 começou pouco depois que ela começou a brilhar em 2004, e tem prosseguido até hoje. Desta observação, os astrônomos descobriram que ela tem 5 vezes o tamanho do nosso Sol, dá uma volta por dia, e tem um milhão de anos, talvez bem menos.Além disso, ela tem dois jatos de raio-X que são alimentados pela nuvem de gás e poeira que a rodeia. São estes os “batimentos” …

Galáxia espiral NGC 4565 vista de lado

Imagem
Essa imagem acima, registrada pelo Telescópio Espacial Hubble das Agências NASA e ESA revela uma visão surpreendentemente detalhada de parte do disco da galáxia espiral NGC 4565. Essa brilhante galáxia é um dos exemplos mais famosos de uma galáxia espiral que é vista de lado, ou seja, perpendicularmente orientada ao nosso plano de visão, de modo que nós possamos ver diretamente o seu disco luminoso. A NGC 4565 foi apelidada de galáxia da Agulha, pois quando vista de forma completa ela parece uma estreita linha no céu. A visão de lado da Galáxia da Agulha mostrada nessa imagem se assemelha muito à visão que nós no Sistema Solar temos da parte central da Via Láctea. Em ambos os casos faixas de poeira bloqueiam parte da luz proveniente do disco galáctico. Para a parte inferior direita, a poeira se mostra num belo contraste contra a luz amarela das estrelas que preenchem a região central. O núcleo da galáxia está fora da imagem acima na parte inferior direita. Estudar galáxi…

Água da Terra veio de cinturão de asteroides

Imagem
© NASA (nebulosa planetária) A ciência afirma que a água que veio parar na Terra foi formada nos confins do Sistema Solar, além de Netuno.Contudo, um estudo indica que a substância veio de uma região muito mais próxima, o Cinturão de Asteroides (entre Marte e Júpiter), através de meteoritos e asteroides o que contradiz algumas das principais teorias sobre a evolução do Sistema Solar. Muitos cientistas acreditam que nosso planeta era quente demais nos seus primórdios para ter água e, portanto, a substância deve ter vindo de fora. Uma das hipóteses afirma que ela se formou na região transneptuniana (que fica além de Netuno, o último planeta conhecido do Sistema Solar) e depois se moveu para mais perto do Sol junto com cometas, meteoritos e asteroides. Contudo, é possível saber a distância em que as moléculas de água se formaram em relação ao Sol ao analisar os isótopos de hidrogênio presentes. Quanto mais longe da estrela, haverá menos radiação e, portanto, mais deutério.
O …

Como ter um universo inteiro, do nada

Imagem
O físico teórico Lawrence Krauss já tomou parte em muitos tópicos complicados, da evolução até o estado das políticas científicas, passando pela física quântica e até a ciência em Star Trek. Mas em um de seus livros, ele talvez fale sobre o assunto limite: como nosso universo surgiu do nada sem uma intervenção divina. O argumento de que Deus foi o responsável pelo toque inicial, dando vida ao cosmos, vem desde Aristóteles e Tomás de Aquino. Em debates com teólogos, “a questão ‘porque existe algo ao invés de nada’ sempre aparece como ‘inexplicável’ e implica a existência de um criador”, afirma Krauss. “Nós já fomos tão longe, que responder essa pergunta – ou fazer questões similares – virou parte da ciência”. Ele comentou essa intrigante questão em uma palestra gravada, em uma conferência da Aliança Ateísta Internacional, em 2009. O vídeo já teve mais de um milhão de visualizações, e incitou Krauss a publicar seu mais novo livro, “A Universe From Nothing”.
Porque existe algo ao invés d…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...