Postagens

Mostrando postagens de Setembro 20, 2012

10 coisas que você não sabia sobre a luz

Imagem
A luz é algo tão comum e ao mesmo tempo tão extraordinário, que a visão, o sentido que capta a luz, praticamente nos define. Somos animais visuais, encontramos nosso caminho no mundo não pelo olfato, não pelo tato, tampouco pelo som ou pelo paladar, mas pela visão. E tanto somos animais visuais, que colocamos luzes em todos os lugares que podemos, nos caminhos que percorremos e em nossos abrigos. Mesmo estando tão presente, a luz tem seus mistérios e tem instigado a humanidade desde sempre. Há muitas perguntas sobre a luz, e algumas delas têm respostas surpreendentes. Confira dez fatos pouco conhecidos sobre a luz:

10 – A luz pode fazer espirrar -  Entre 18% e 35% da população humana é afetada pelo reflexo do espirro fotoestimulado, uma condição genética herdável que faz com que a pessoa espirre quando exposta a luz brilhante. A causa exata do reflexo ainda não é bem compreendida, mas as explicações são procuradas há milênios. Aristóteles, por exemplo, achava que se tratava do aquecim…

Galáxia isolada é fotografada pelo Hubble

Imagem
A Via Láctea está relativamente próxima de várias outras galáxias-anãs no universo. Mas nem todas tem companhia. Algumas estão longe de qualquer outro vizinho cósmico, isoladas no espaço. É o caso da DDO 190 (Observatório David Dunlap), uma galáxia isolada que foi flagrada pelo telescópio Hubble. Essa bela galáxia fica a cerca de 9 milhões de anos-luz do nosso sistema solar, e é classificada como uma galáxia-anã irregular, pois é relativamente pequena e sem estrutura bem definida. Sua vizinha mais próxima é a galáxia-anã DDO 187, que está a 3 milhões de anos-luz de distância. Para termos uma ideia dessa distância, basta pensar que a gigante galáxia espiral Andrômeda está mais perto de nós do que a vizinha mais próxima da DDO 190. Curiosamente, essa galáxia é formada por duas diferentes populações de estrelas. As mais velhas e avermelhadas se encontram na periferia, enquanto seu interior contém estrelas mais jovens e azuladas. Essa mistura é comum em galáxias-anãs irregulares. As estre…

Robô Curiosity encontra pedra em forma de pirâmide em Marte

Imagem
Composição química da rocha deve ser analisada nesta sexta-feira (21). Objeto foi batizado de Jake Matijevic, em tributo a engenheiro da Nasa. Pedra em forma de pirâmide foi encontrada pelo robô Curiosity em Marte na quarta (Foto: Nasa/JPL-Caltech)
O robô Curiosity, que está em Marte desde o dia 6 de agosto, detectou na quarta-feira (19) uma pedra cujo formato lembra uma pirâmide egípcia. A composição química do objeto deve ser analisada nesta sexta-feira (21). E a rocha já ganhou até nome: Jake Matijevic, em homenagem ao engenheiro da Nasa Jacob Matijevic, que morreu há um mês, aos 64 anos, e era um dos responsáveis pela missão ao planeta vermelho – além das anteriores Opportunity, Spirit e Sojourner. A pedra tem 25 cm de altura e 40 cm de largura. A foto abaixo foi feita pela câmera Navcam, no braço do jipe, a 2,5 metros de distância do objeto.Segundo os cientistas da Nasa, esse será o primeiro alvo de um kit de dez instrumentos do Curiosity, que inclui uma colher para recolher amostr…

Formas de vida extrema podem ser capazes de sobreviver em exoplanetas excêntricos

Imagem
Um planeta hipotético é visto aqui a mover-se pela zona habitável e depois para mais longe num grande e frio inverno. Crédito: NASA/JPL-Caltech Astrónomos descobriram uma verdadeira galeria de exoplanetas estranhos -- desde mundos escaldantes com superfícies derretidas até frígidas bolas de gelo. E enquanto a caça continua em busca do elusivo "ponto azul" -- um planeta com aproximadamente as mesmas características que a Terra - novas pesquisas revelam que a vida pode realmente ser capaz de sobreviver em alguns dos excêntricos planetas que existem por aí. Quando falamos de planeta habitável, falamos de um mundo onde a água líquida pode existir," afirma Stephen Kane, cientista do Instituto de Ciências Exoplanetárias da NASA no Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena, EUA. "Um planeta precisa de estar à distância certa da sua estrela -- não muito quente nem muito frio." Determinada pelo tamanho e temperatura da estrela, esta faixa de temperatura é norma…

Telescópio Hubble fotografa galáxia mais distante já observada

Imagem
Cientistas afirmam que descoberta de galáxia a 13,2 bilhões de anos-luz abre uma janela para estudo dos períodos mais remotos da história do Universo Galáxia distante: Na imagem maior um aglomerado do galáxias chamado MACS J1149+2223. Nas imagens a direita a galáxia MACS 1149-JD aparece de forma aproximada/Nasa Utilizando uma combinação de imagens feitas por telescópios espaciais e desvios provocados por lentes gravitacionais, pesquisadores da universidade Johns Hopkins, nos EUA, descobriram a luz de uma galáxia localizada a 13.2 bilhões de anos, formada quando as primeiras estrelas do Universo começaram a brilhar. A descoberta da distante e pálida galáxia é um verdadeiro tesouro cosmológico e permitirá aos pesquisadores enxergarem as épocas mais profundas da história cósmica, situada nos primeiros 500 milhões de anos após o Big-bang.  Esse período é conhecido como "Idade Escura do Universo", uma época de transição entre uma vastidão absolutamente escura e o espocar das primei…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...