Postagens

Mostrando postagens de Novembro 27, 2012

Imagens térmicas de luas de Saturno lembram videogame Pac-Man

Imagem
Registros da sonda Cassini foram feitos em 2010 e 2011 em Mimas e Tétis. Partes mais frias dos satélites são arroxeadas e as mais quentes, brancas. Imagens térmicas feitas de duas luas de Saturno lembram Pac-Man (Foto: Nasa/JPL-Caltech/GSFC/SWRI)A sonda Cassini, da agência espacial americana (Nasa), captou dados térmicos de duas luas de Saturno que lembram o personagem Pac-Man, criado para os consoles de videogame Atari nos anos 1980. Uma das imagens obtidas por raios infravermelhos é da lua Mimas, vista em fevereiro de 2010, e a outra, de setembro do ano passado, pertence a Tétis. As partes mais frias dos satélites estão em roxo e as mais quentes aparecem em branco. As temperaturas registradas em Tétis são extremamente frias, entre 203° C e 183° C negativos. Já em Mimas, a variação observada foi de -208° C a -178° C.
Os cientistas acreditam que essa forma de Pac-Man seja criada porque elétrons de alta energia bombardeiam regiões de baixa latitude do lado das luas voltado para a órbita …

Refinaria cósmica na nebulosa cabeça de cavalo

Imagem
A distinta Nebulosa Cabeça de Cavalo na constelação de Orionte não é só um dos objectos favoritos dos astrofotógrafos por todo o mundo, é aparentemente também uma refinaria cósmica.Crédito: ESO O que parece ficção científica é afinal realidade: usando o telescópio de 30 metros do Instituto para Radioastronomia para observações astronómicas no comprimento de onda milimétrica, os astrónomos detectaram, pela primeira vez, a molécula interestelar C3H+, na nossa Galáxia. Pertence à família dos hidrocarbonetos e é, portanto, parte dos recursos energéticos principais do nosso planeta, ou seja, petróleo e gás natural. A descoberta desta molécula no coração da famosa Nebulosa Cabeça de Cavalo na direcção da constelação de Orionte também confirma que esta região é uma activa refinaria cósmica. A Nebulosa Cabeça de Cavalo, a 1300 anos-luz da Terra, está localizada na constelação de Orionte, nesta altura do ano já visível nos nossos céus nocturnos. Devido à sua forma famosa e facilmente reconhecív…

A NGC 4449 – Uma Galáxia Anã em Canes Venatici

Imagem
A NGC 4449 é uma galáxia anã irregular com aproximadamente 19000 anos-luz de diâmetro, localizada a aproximadamente 12.5 milhões de anos-luz de distância na constelação de Canes Venatici. Ela faz parte do Grupo M94 (o Grupo Canes Venatici I), um grupo de galáxias relativamente perto do Grupo Local (grupo que contém a Via Láctea). Ela está se movendo para longe de nós a aproximadamente 207 quilômetros por segundo.  A NGC 4449 tem tamanho, forma e brilho similar e muitas vezes é comparada com a Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia satélite da Via Láctea. Diferente da Grande Nuvem de Magalhães, a NGC 4449 é considerada uma galáxia de explosão de estrelas devido a alta taxa de formação de estrelas, o dobro da taxa de formação de estrelas da Grande Nuvem de Magalhães.
Sua barra consiste de uma população de estrelas com uma idade de cinco milhões de anos, enquanto que as regiões avermelhadas na imagem são regiões H II com o processo de formação de estrelas em seu interior (a emissão averme…

O Brilhante Júpiter em Touro

Imagem
Crédito da imageme direitos autorais:TunçTezel(TWAN) Essa brilhante estrela que você tem recentemente notado nascer logo depois do pôr-do-Sol não é uma estrela propriamente dita. Ela é na verdade o planeta Júpiter que está perto de sua oposição que irá ocorrer no dia 3 de Dezembro de 2012, quando ele estará na constelação de Touro e do lado oposto do Sol no céu do planeta Terra. claramente superando o brilho amarelado da estrela Aldebaran, a estrela alpha da constelação de touro, Júpiter aparece bem no centro dessa paisagem celeste feita no dia 14 de Novembro de 2012 e que também mostra os aglomerados estelares das Plêiades e das Hiades, sinais celestes familiares enquanto o inverno no hemisfério norte se aproxima. A imagem abaixo é uma versão anotada da imagem principal onde é possível identificar os objetos que estarão visíveis ao mesmo tempo em que Júpiter atinge sua oposição. Pequeno e apagado, o asteroide Vesta e o planeta anão Ceres estão a aproximadamente 10 graus de Júpiter na …

Seta do tempo é confirmada: Universo não dá marcha-a-ré

Imagem
Um "méson B vermelho" se transforma em um "méson B azul": os dados indicam que o a transformação de vermelho em azul ocorre em um ritmo diferente da transformação de azul em vermelho.[Imagem: Greg Stewart/SLAC]
O sentido do tempo O tempo não pára, embora o que muitos gostariam realmente é que ele retornasse, pelo menos no que se refere ao desgaste da máquina corporal. Embora há milênios os filósofos se perguntem por que o tempo não anda para trás, as leis conhecidas da física são perfeitamente simétricas com relação ao tempo - não haveria algo como uma seta do tempo. Ou seja, para a física moderna, os processos físicos poderiam ser "rebobinados" no tempo e continuariam fazendo sentido - as leis matemáticas da física funcionam tão bem para os eventos seguindo seu curso inexorável para o futuro quanto retornando para o passado. Agora, porém, foi realizada a primeira verificação experimental direta de uma exceção a essa simetria do tempo. Medindo o decaimento …

Nebulosa planetária Aranha Vermelha

Imagem
Crédito da imagem e direitos autorais: Carlos Milovic, o Hubble Legado Arquivo, a NASA Parafraseando o poeta, que teia emaranhada uma nebulosa planetária pode tecer! A nebulosa planetária da Aranha Vermelha mostra a estrutura complexa que pode resultar quando uma estrela normal ejeta a sua camada externa de gás e se torna uma anã branca. Com o nome oficial de NGC 6537, esta nebulosa planetária com dois lobos simétricos abriga uma das estrelas anãs mais quentes já observadas, provavelmente parte de um sistema binário. Os ventos internos que emanam das estrelas centrais, visíveis no centro da imagem, possuem velocidades superiores a 1.000 km/s. Estes ventos expandem a nebulosa, fluem ao longo de suas paredes e causam colisões de ondas de gás quente e poeira. Os átomos envolvidos nestas ondas de choque em colisão radiam a luz mostrada na imagem de cor representativa (a cor representa o processo registrado, ou seja, toda a informação sobre o fenômeno, e não a “cor real” ou a luz emitida pe…

Perto da maior galáxia já encontrada a nossa Via Láctea é um grão de areia

Imagem
Não é novidade que a Terra (ou seja, nós) fica em uma galáxia chamada Via Láctea. Também não é novidade que essa galáxia é enorme – precisamente, tem cerca de 100.000 anos-luz de diâmetro. Caso você esteja se perguntando, um ano-luz equivale a aproximadamente 10 trilhões de quilômetros. Aham. Para colocar os números em perspectiva, pense na Voyager 1, a sonda da NASA com a maior capacidade de viagem espacial que atingiu o ponto mais distante a partir da Terra até hoje: ela viajou um total de 18,19 bilhões de quilômetros nos últimos 35 anos.
É por isso que com certeza nunca visitaremos IC 1101, que fica na constelação de Serpens, uma enorme galáxia lenticular que reside no centro do aglomerado de galáxias Abell 2029, composto de milhares delas. Ela tem nada mais, nada menos que cerca de 5,5 milhões de anos-luz de diâmetro, e está a mais de um bilhão de anos-luz de distância da Terra. Finalmente, se você acha o sol um troço gigante – e é -, saiba que ele também é apenas uma estrela de ce…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...