Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 18, 2013

Asteroides, meteoros e miseráveis

Imagem
Mais uma vez a atenção do mundo está voltada para o céu. A sensação é de déjà vu. Pelo menos ao que se refere à cobertura da mídia, referindo-se à mesma sensação de insegurança e às mesmas reflexões sobre a precariedade dos sistemas de defesa contra impactos espaciais já vivenciadas em 2009 quando do impacto de um meteorito na Indonésia. Em primeiro lugar o público leigo já se embaralha com a terminologia: asteroide, meteoroide, meteoro e meteorito é tudo a mesma coisa? Mais do que simples denominações esses termos são, na verdade, conceitos científicos, cujo significado vem evoluindo como ocorre com toda a ciência. De acordo com os últimos boletins do IMO (International Meteor Organization) temos o seguinte: São denominados asteroides os corpos menores do sistema solar, rochosos e metálicos, que não apresentam uma forma com equilíbrio hidrostático (aproximadamente esférica) e que não possuem uma órbita desimpedida. Seu diâmetro varia desde alguns milhares de quilômetros até às dimensõ…

Cientista da Nasa diz que busca por vida em lua de Júpiter é promissora

Imagem
Lua Europa teria maior probabilidade por possuir oceano líquido sob o gelo. Robert Pappalardo, do laboratório Jet, comentou fato em evento nos EUA. Lua de Júpiter pode ter oceano de água. (Foto: Nasa) Na busca por vida no sistema solar, a Europa, uma lua de Júpiter que abriga um oceano, parece mais promissora do que Marte, o grande deserto onde os Estados Unidos concentram seus esforços limitados por cortes orçamentários, afirmam especialistas. Fora da Terra, a Europa é o lugar do nosso sistema solar com a maior probabilidade de se encontrar vida, e deveríamos explorá-la", afirmou Robert Pappalardo, cientista responsável do Jet Propulsion Laboratory (JPL), laboratório da agência espacial americana Nasa. Ele comenta que a lua é recoberta por uma camada de gelo relativamente fina, possui um oceano (líquido sob o gelo) em contato com rochas no fundo, é geologicamente ativa e bombardeada por radiações que criam oxidantes e formam, ao se misturar com a água, uma energia ideal para a vid…

Buraco negro “monstro” está crescendo surpreendentemente rápido

Imagem
Os buracosnegros são famosos por seu apetite, onde nem mesmo objetos que se movam na velocidadeda luz podem escapar. Esses monstros "mastigadores de matéria", segundo cientistas, são mais gananciosos ainda, sugere um novo estudo desenvolvido pela Universidade Central de Lancashire, na Inglaterra. Esses buracos negros, extremamente densos, estão crescendo com uma rapidez surpreendente. São sustentados principalmente por pequenas refeições frequentes através de gases e materiais do espaço em vez de apenas serem alimentados por fusões galácticas, como se pensava anteriormente. Enormes, chegam a pesar até 10 bilhões de vezes ou mais que a massa do Sol. A pesquisa usou computadores com simuladores para investigar o crescimento desses buracos negros, especialmente em galáxias espirais, como a Via Láctea, onde abriga o planeta Terra. Ao contrário da teoria predominante, astrônomos descobriram que buracos negros podem crescer rapidamente a partir de fusões livres de espira…

Conheça o exótico planeta onde a neve é interminável, negra e bastante quente

Imagem
O exoplaneta HD 209458b pertence a uma família chamada 'Júpiter quente'. Estes são planetas gigantes de gás, que estão frequentemente cozinhando devido a sua proximidade com sua estrela. Então, quando neva no HD 209458b, não é nenhuma neve branquinha e gelada, é negra, com muita fumaça e quente como o inferno! Outra característica deste exoplaneta é o fato de ele estar “preso”, ou seja, um lado está permanentemente voltado para sua estrela, onde é sempre dia, e o outro lado é eternamente noite. Portanto, as temperaturas no lado em que é dia, podem chegar perto de 2.000°C, enquanto no lado que é noite, é relativamente frio, em torno de 500°C, o que cria um ambiente propício para a neve. É evidente que a neve lá não pode ser feita de água. A diferença drástica de temperatura cria correntes atmosféricas, que transporta matéria de um lado para o outro. Qualquer substância com a combinação certa de propriedades pode ser gasosa no lado claro e condensar no lado escuro, caind…

Astrônomos amadores se destacam no mapeamento do espaço

Imagem
Pesquisadores amadores sempre desempenharam função importante no desenvolvimento da astronomia Observatórioespacial Kepler é uma das ferramentas mais poderosas para a análise de corpos além do Sistema Solar. A partir de suas capturas, os computadores da Nasa analisam uma quantidade gigantesca de dados em busca de padrões que identifiquem planetas de tamanho semelhante ao da Terra. Mas é um projeto civil, capitaneado pela Universidade de Yale em parceria com a Zooniverse, que ganhou repercussão recentemente por apostar que o olho humano é essencial nessa tarefa. A julgar por avanços protagonizados por astrônomos amadores nos últimos meses, o site Planet Hunters pode se tornar uma tendência - e garantir a qualquer um a possibilidade de participar desse novo mapeamento espacial. Mais de 100 mil usuários já contribuíram com a plataforma. "É uma época empolgante para ser um pesquisador de exoplanetas!", comemora John Brewer, estudante de doutorado em astronomia da Yale que criou o…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...