Postagens

Mostrando postagens de Março 7, 2013

Telescópio espacial Herschel ficará 'cego' em março; veja fotos

Imagem
Satélite da Agência Espacial Europeia deixará de funcionar por falta de combustível no equipamento de refrigeração O telescópio espacial da Agência Espacial Europeia (AEE) Herschel deve encerrar suas operações em março depois de conseguir reunir um vasto catálogo de imagens do espaço. O Herschel será lembrado pelas imagens impressionantes de grandes panoramas de gás e poeira, mostrando nuvens e filamentos invisíveis a telescópios óticos como o Hubble. O equipamento de 1 bilhão de euros emprega detectores especiais que precisam ser mantidos em temperaturas excepcionalmente baixas. Mas o gás hélio que move o refrigerador se esgotará em algumas semanas, o que deixará o telescópio 'cego'.​ Os cientistas estão correndo contra o tempo para tentar colher o máximo possível de imagens. Com seus detectores infravermelhos, o Herschel conseguiu captar imagens inéditas e fornecer novas informações sobre locais e corpos celestes conhecidos e sobre processos de formação de estrelas e evolução…

PKS 0745: De Super Para Ultra – Quão Grande Um Buraco Negro Pode Ser?

Imagem
O buraconegro no centro dessa galáxia é parte de uma pesquisa dos 18 maiores buracos negros do universo. Essa grande galáxia elíptica está no centro do aglomerado de galáxias conhecido como PKS 0745-19, que está localizado a aproximadamente 1.3 bilhões de anos-luz da Terra. Na imagem acima os dados de raios-X obtidos pelo Observatório de Raios-X Chandra da NASA são mostrados em roxo e os dados ópticos obtidos pelo Telescópio Espacial Hubble são mostrados em amarelo. Os pesquisadores descobriram que esses buracos negros podem ser aproximadamente dez vezes mais massivos do que se pensava anteriormente, co no mínimo dez deles pesando entre 10 e 40 bilhões de vezes a massa do Sol. Todos os potenciais buracos negros ultramassivos descobertos nesse estudos localizam-se nas galáxias no centro de aglomerados de galáxias contendo imensas quantidades de gás quente. Esse gás quente produz a emissão difusa de raios-X vista na imagem. Explosões alimentadas pelos buracos negros centrai…

Galáxia Espiral NGC 3627

Imagem
Créditos: NASA A galáxiaespiral NGC 3627 está localizada a aproximadamente 30 milhões de anos luz de distância da Terra. Essa imagem acima na verdade é uma composição feita com dados de raios-X do Observatório de Raios-X Chandra da NASA (azul), com dados infravermelhos do Telescópio Espacial Spitzer (vermelho) e dados da luz visível obtidos pelo Telescópio Espacial Hubble e pelo Very Large Telescope (amarelo). O destaque da imagem mostra a região central, que contém uma brilhante fonte de raios-X que é provavelmente alimentada pelo material que está caindo em direção a um buraco negro supermassivo. Uma pesquisa usando dados de arquivo de observações anteriores feitas com o Chandra de uma amostra de 62 galáxias próximas tem mostrado que 37 dessas galáxias, incluindo a NGC 3627, contém fontes de raios-X em seus centros. Muitas dessas fontes são provavelmente alimentadas por buracos negros supermassivos centrais. A pesquisa, também usou dados do Spitzer Infrared Nearby Galax…

Reflexões sobre um buraco Negro em Rotação

Imagem
Créditos: NASA/JPL-Caltech Os buracosnegros são estranhas regiões de densidade incrivelmente alta, onde a intensa gravidade dobra o espaço-tempo de maneira que nada, nem mesmo a luz, pode escapar, a menos que ela faça o caminho através do Buraco de Minhoca de Einstein-Rose. Os buracos negros podem girar, e um buraco negro em rotação é até mais estranho do que seus primos que não estão em rotação, ou seja, perto de um buraco negro em rotação, tanto o espaço como o tempo giram junto com o buraco negro. Os astrônomos têm tentado medir essa distorção de inúmeras maneiras. Uma técnica, é medir a distorção da emissão de raios-X de átomos de ferro localizados perto do horizonte de eventos do buraco negro. Contudo os astrônomos nãompodiam ter certeza que as distorções observadas eram produzidas pelos efeitos da rotação do buraco negro, ou por absorções mundanas devido ao material frio perto dos buracos negros. Porém, pelo menos em um caso particularmente importante os cientistas a…

Capacete de Thor

Imagem
Crédito da imageme direitos autorais:MartinRusterholz(CXIELOObservatory) Essa nuvem cósmica na forma de capacete com feições semelhantes a asas é popularmente chamada de Capacete de Thor. Com um tamanho espetacular até mesmo para o Deus do Norte, o Capacete de Thor tem aproximadamente 30 anos-luz de diâmetro. De fato, o capacete se parece na verdade muito mais com uma bolha interestelar, inflada à medida que ventos velozes de uma estrela massiva e brilhante perto do centro da bolha varre a nuvem molecular ao redor. Conhecida como uma estrela Wolf-Rayet, a estrela central é uma estrela extremamente quente e gigante que os astrônomos acreditam esteja passando pelo estágio de pré-supernova em sua evolução. Catalogada como NGC 2359, a nebulosa está localizada a aproximadamente 15000 anos-luz de distância da Terra, na direção da constelação de Canis Major. Essa imagem bem nítida da nebulosa foi feita usando filtros de banda curta e de banda larga, combinação essa que permitiu re…

Montagem de Imagens Mostra o Cometa Lemmon de Forma Espetacular

Imagem
A imagem acima na verdade é uma montagem feita com 14 imagens de 30 segundos de exposição do cometa Lemmon. Essas imagens foram feitas no dia 6 de Março de 2013, a altitude do cometa no momento das imagens era de 20 graus acima do horizonte. As imagens foram feitas com um telescópio SCT de 40 cm. Não teve tentativa de melhorar o brilho das imagens nas regiões de transição. A grande escala da imagem permite ver mais detalhes na estrutura da cauda do cometa Lemmon. A brilhante estrela, localizada a 2/3 da cauda do cometa, é a épsilon Phoenix. Devido ao brilho essa estrela criou alguns artefatos de reflexões internas no instrumento. Fonte:http://blog.cienctec.com.br

Cometa Pan-Starrs pode ser visto nos céus do Brasil

Imagem
O cometa é registrado na Nova Zelândia no início de março Foto: AP
Para quem gosta de astronomia, o ano de 2013 promete um espetáculo à parte: os cometas. No Brasil, já é possível observar o Pan-Starrs. Segundo o Observatório Astronômico da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), quem quiser ver a pedra de gelo gigante terá de olhar para oeste durante o por do sol, em especial por volta das 19h30 (de Brasília, com pequena variação dependendo da região). Segundo Marcelo Emílio Bruckmann, técnico do observatório, com um pequeno instrumento, como um binóculo, já é possível observar o cometa. Em regiões com pouca poluição luminosa, existe a possibilidade de ele ser visto a olho nu. Ele vai estar bem próximo do horizonte. Outro cometa, o Lemmon, também está passando nos céus do País, mas é bem difícil de ser registrado. O Pan-Starrs deve ser visto até o dia 15. O dia 12 deve ser o melhor para avistar o cometa. Ele vai aparecer cerca de 30 minutos depois do ocaso, pró…

Medindo o Universo com mais precisão do que nunca

Imagem
Novos resultados determinam com muita precisão a distância a uma das galáxias mais próximas Esta impressão artística mostra um binário de eclipse. À medida que as duas estrelas orbitam em torno uma da outra, vão passando em frente uma à outra, de modo que o seu brilho combinado, visto de longe, diminui. Ao estudar como é que a luz varia e também outras propriedades do sistema, os astrónomos podem medir muito precisamente as distâncias a binários de eclipse. Uma longa série de observações de binários de eclipse frios muito raros, levou à determinação mais precisa até agora da distância à Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia vizinha da Via Láctea, dando-se assim um crucial passo em frente na determinação de distâncias no Universo.Créditos: ESO/L. Calçada Ao fim de quase uma década de observações cuidadas, uma equipa internacional de astrónomos mediu a distância à nossa galáxia vizinha, a Grande Nuvem de Magalhães, com mais precisão do que nunca. Estas novas medições ajudam-n…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...