Postagens

Mostrando postagens de Junho 6, 2013

Supertelescópio em deserto do Chile descobre 'fábrica' de cometas

Imagem
Alma identificou fenômeno ao ver 'armadilha' de poeira em volta de estrela. Região fica a 400 anos-luz da Terra, na constelação do Serpentário. Concepção artística mostra 'armadilha' de poeira no sistema Oph-IRS 48 (Foto: ESO/L. Calçada) Com o auxílio do Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), os astrónomos obtiveram uma imagem de uma região em torno de uma estrela jovem, onde partículas de poeira podem crescer juntando-se umas às outras. Esta é a primeira vez que uma tal armadilha de poeira é claramente observada e modelizada, resolvendo assim um mistério de longa data relativo ao modo como as partículas de poeira nos discos crescem até atingirem tamanhos suficientemente grandes, que as levem eventualmente a formarem cometas, planetas e outros corpos rochosos. Os resultados são publicados a 7 de junho de 2013 na revista Science. Os astrónomos sabem hoje em dia que existem inúmeros planetas em torno de outras estrelas, mas ainda não compreendem bem …

A água da Terra e da Lua possuem a mesma origem, diz pesquisa

Imagem
A água da Terra e da Lua podem ter a mesma origem, provenientes de meteoritos antigos. A afirmação é de um estudo publicado na revista Science. Os resultados da pesquisa indicam que a água da Lua veio do cinturão de asteroides, e descartam a possibilidade do interior do satélite ser seco. Vital para os seres vivos como conhecemos, a água é encontrada em abundância na Terra, 97% está disponível nos oceanos, enquanto os 3% de água doce é distribuída de várias formas, em rios e lagos, calotas polares, aquíferos e outros reservatórios. Há 4,5 bilhões de anos, dois enormes objetos colidiram no Sistema Solar e resultaram na formação de dois outros corpos: a Terra e a Lua. Contudo, o intenso calor da colisão evaporou todo o hidrogênio presente na Lua, tornando-o um satélite seco. Porém, recentes pesquisas da Nasa, indicaram a evidência de hidrogênio, o principal “ingrediente” da água, indicando a presença desta molécula tanto na superfície como no interior do satélite. Para saber a …

Projeto CALIFA revelará história das galáxias

Imagem
"Eu estou tremendamente feliz em ver um sonho realizado." -
Sebastián Sánchez, Instituto de Astrofísica de Andaluzia, Espanha, e Diretor principal do CALIFA

Uma equipe internacional de astrônomos, incluindo acadêmicos da Universidade de St Andrews, disponibilizaram mapas de 100 galáxias do Calar Alto Legacy Integral Field Area Survey (pesquisas CALIFA). Estes estudos irão permitir aos cientistas estudar o quão rápido as galáxias estão se movimentando, a idade de suas estrelas e a composição química do seus gases. Os dados também permitiram impressionantes imagens em 3D de 100 galáxias, que serão criadas pela primeira vez. Esta informação irá produzir uma nova compreensão da estrutura e da história das galáxias no Universo. Será possível, por exemplo, estudar os processos físicos que eram importantes para transformar primitivas galáxias desordenadas de gás em grandes estruturas que temos ao nosso redor hoje, e vai nos ajudar a construir uma imagem de como os elementos quími…

Mais de 3 mil brasileiros já se inscreveram para colonizar Marte

Imagem
Brasil é o sexto país em número de inscritos do projeto Mars One. Após diversas fases de seleção, serão 24 escolhidos para viagem ao planeta O Brasil é o sexto país com maior número de inscritos para o projeto Mars One, que pretende colonizar Marte a partir da próxima década. As condições extremas da viagem, só de ida, não dirimiram as convicções de mais de 3 mil brasileiros que enviaram sua aplicação para o programa até o início de maio. No primeiro mês de inscrições online, o site contabilizou aproximadamente 80 mil inscritos. Na página do programa, encontram-se alguns perfis e vídeos de candidatos. Mas nem todos: "Muitas inscrições ainda aguardam moderação. Algumas pessoas também precisam completar seu perfil ou escolheram não compartilhar sua aplicação publicamente", explica Aashima Dogra, gerente de conteúdo do Mars One. Um dos brasileiros que decidiu compartilhar suas informações é o paulista Bruno Freire, 22 anos, estudante de publicidade e propaganda. "Assim que f…

Um peso-pesado intergaláctico

Imagem
Créditos:ESO
Esta imagem profunda mostra o que é conhecido como um superenxame de galáxias - um grupo gigante de enxames de galáxias ligados entre si. Este, conhecido como Abell 901/902, é constituído por três enxames principais diferentes e um número de filamentos de galáxias, típicos de tais super-estruturas. Um dos enxames, Abell 901a, pode ser visto por cima e um pouco à direita da estrela vermelha bastante proeminente que se encontra em primeiro plano, próximo do meio da imagem. Um outro, Abell 901b, está situado à direita de Abell 901a, um pouco mais abaixo. Por fim, o enxame Abell 902 encontra-se diretamente por baixo da estrela vermelha, estendendo-se para baixo na imagem. O superenxame Abell 901/902 situa-se a um pouco mais de dois mil milhões de anos-luz da Terra e contém centenas de galáxias numa região com cerca de 16 milhões de anos-luz de dimensão. Em termos de comparação, o Grupo Local de Galáxias - que contém a nossa Via Láctea, para além de mais outras 50 gal…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...