Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 11, 2013

Sonda que irá pousar em cometa prestes a acordar

Imagem
A sonda Rosetta não irá se contentar em surfar na cauda do cometa - ela vai pousar de fato. [Imagem: ESA/AOES Medialab] Pouso no cometa

A sonda espacial Rosetta, lançada pela ESA há quase 10 anos, está prestes a acordar de sua hibernação e começar sua caça ao cometa. A Rosetta foi lançada em 2 de Março de 2004 e, através de uma série complexa de acelerações gravitacionais - três sobrevoos pela Terra e uma por Marte - seguiu viagem em direção ao seu destino: o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. Pelo caminho, ela captou imagens de dois asteroides, Steins, em 5 de Setembro de 2008, e Lutetia, em 10 de julho de 2010. O nome Rosetta vem da famosa Pedra de Roseta, a partir da qual se conseguiu decifrar os hieróglifos egípcios, cerca de 200 anos atrás. Da mesma forma, os cientistas esperam que a sonda Rosetta consiga lançar uma luz sobre os mistérios e a origem do nosso Sistema Solar. Ao estudar a natureza de um cometa, com um orbitador e um módulo robótico de pouso, a missão Rosetta p…

Buracos negros pequenos podem ser mais poderosos do que pensávamos

Imagem
Cientistas descobriram um buraco negro incrivelmente brilhante e energético em uma galáxia a 22 milhões de anos-luz de distância da Terra. Naturalmente, assumiram que era um buraco negro supermassivo. O estranho que é observações mostram que é na verdade muito pequeno – jogando nossas concepções para fora da janela. Os buracos negros vêm em dois tipos, possivelmente três (ou quatro). Temos o tipo supermassivo, encontrado geralmente no núcleo de uma galáxia. Como o próprio nome sugere, esses são absolutamente enormes, pesando cerca de um bilhão de vezes a massa do nosso sol. No outro lado do espectro estão os buracos negros de massa estelar ou pequenos, objetos com uma massa comparável à do nosso sol.
Depois, há buracos negros de médio porte, ou buracos negros de massa intermediária (IMBH, na sigla em inglês), com cerca de 10 a 100 vezes a massa do nosso sol. Os astrônomos também acreditam que existem outros buracos negros médios lá fora, pesando algo entre 20.000 a 90.000 vezes a massa…

O Sexteto de Seyfert

Imagem
Créditos da Imagem:Hubble Legacy Archive, NASA, ESA; Processing: Judy Schmidt
O que restará dessa batalha de galáxias? Conhecido como Sexteto de Seyfert, esse intrigante grupo de galáxias localiza-se na porção da cabeça da constelação de Serpens (a Serpente). O sexteto na verdade contém somente quatro galáxias em interação. Perto do centro, da imagem acima, feita pelo Telescópio Espacial Hubble, a pequena galáxia espiral de frente para nós localiza-se no pano de fundo distante e parece somente por coincidência, alinhada com o grupo. Também, a proeminente condensação na parte superior esquerda provavelmente não é uma galáxia separada, mas sim uma cauda de maré de estrelas gerada pela interação gravitacional das galáxias. Localizadas a aproximadamente 190 milhões de anos-luz de distância da Terra, as galáxias em interação estão empacotadas numa região com 100000 anos-luz de diâmetro, algo comparável ao tamanho da Via Láctea, fazendo desse um dos grupos mais densos de galáxias que se tem…

Animação mostra o eclipse híbrido do Sol de 3 de novembro de 2013 sobre o Gabão

Imagem
Essa visão animada do eclipse solar híbrido de 3 de Novembro de 2013, foi feita com imagens obtidas perto de Port Gentil, no Gabão. O fotógrafo estava num pequeno barco no Cabo Lopez. A totalidade nesse ponto durou aproximadamente 67 segundos. A trajetória do eclipse (passagem da umbra) chegou em Por Gentil no meio da tarde (13:51 UT), onde o Sol estava a 46 graus acima do horizonte. Esse eclipse começou sobre o Oceano Atlântico Norte, varrendo a África Equatorial e terminou na parte leste da África (Somália). Só para lembrar, nunca olhe diretamente para o Sol durante um eclipse. Fonte: blog.cienctec.com.br

Projeto da Mars One para colonizar Marte ganha reforço de peso

Imagem
O projeto de um empresário holandês para colonizar Marte ganhou um apoio de peso nesta terça-feira, com a entrada da gigante aeroespacial americana Lockheed Martin na iniciativa, embora o tempo para levar humanos ao planeta vermelho tenha sido atrasado em dois anos. O diretor executivo da Mars One, Bas Lansdorp, afirmou que a Lockheed Martin produziria ao custo de US$ 250 mil um "estudo do conceito da missão" para uma sonda marciana não tripulada que precederia a missão tripulada, estimada em US$ 6 bilhões. Enquanto isso, a empresa britânica Surrey Satellite Technology realizará um estudo similar, ao custo de 60 mil euros (US$ 80 mil), para desenvolver um satélite que permaneceria em órbita sobre a sonda e enviaria dados e imagens para a Terra. Os planos são de que a sonda chegue a Marte em 2018. Mas no que diz respeito ao objetivo final de levar seres humanos a Marte, Lansdorp disse a jornalistas em Washington que "os primeiros humanos pousarão em 2025", dois anos …

Marte: achadas evidências de lago de água doce que pode ter tido vida

Imagem
A sonda americana Curiosity encontrou pela primeira vez na superfície de Marte evidências diretas da existência, no passado, de um lago de água doce no planeta vermelho, anunciaram cientistas nesta segunda-feira. Já não há água atualmente no local, mas as provas de perfurações e análises químicas realizadas pelo robô em rochas sólidas sugerem que houve condições para que houvesse vida microbiana neste lago há 3,6 bilhões de anos. As rochas analisadas contêm traços de carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e enxofre, e "proporcionam condições ideais para uma vida microbiana básica", informaram os cientistas em um estudo publicado na revista Science e analisado em uma reunião da União Geofísica Americana (AGU, na sigla em inglês), em San Francisco, Califórnia. Formas microscópicas de vida bacteriana, conhecidas como quimiolitoautótrofas, prosperam em condições similares na Terra e no geral são encontradas em cavernas ou debaixo do mar em fontes hidrotérmicas. "Esta é …

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...