Postagens

Mostrando postagens de Março 11, 2014

O paradoxo de Olbers e o enigma da escuridão do céu

Imagem
Por que ao olharmos o céu noturno não o vemos de uma maneira uniforme ? Se o Universo tem um número infinito de estrelas, então presumivelmente deveria ser tão brilhante quanto o centro da nossa Estela Sol. Uma analogia pode ser feita. Se você ficar em um pequeno bosque de árvores e olhar para o horizonte, é possível ver manchas de céu na distância entre troncos das árvores. Mas se você está em uma grande floresta, a sua visão está em toda parte bloqueada por uma “parede sólida” de troncos de árvores. Entendendo esta  analogia em três dimensões, se o universo das estrelas é grande o suficiente, sua linha de visão deve ser bloqueada em todas as direções por uma “parede sólida” de estrelas. As estrelas de um universo é tão brilhante porque começaram a absorver o calor de suas estrelas vizinhas. E é isso o que acontece quando uma estrela é aquecida. As teorias da termodinâmicas e nuclear estão aí para explicar está questão técnica. Não espera-se que as estrelas esfriem ou que se aqueçam e…

Beta Pictoris: Um dos sistemas solares mais violentas já descobertos

Imagem
Há um sistema solar perto daqui que hospeda um campo de destroços extraordinariamente ativo, aquela em que um cometa é aniquilado a cada cinco minutos. Os astrônomos dizem que pode ser o resultado de detritos gravitacionalmente presos – ou uma colisão catastrófica entre dois planetas do tamanho de Marte. O sistema solar, chamado Beta Pictoris, está localizado a cerca de 63 anos-luz da Terra. Ele se formou cerca de 20 milhões de anos atrás, por isso é um parente recém-chegado à galáxia. Tem um planeta conhecido, Beta Pictoris b, localizado a 1,2 bilhões de quilômetros da estrela e uma massa várias vezes maior que a de Júpiter. Mas o sistema também possui um campo de destroços de destaque e luminoso – e dentro dele, uma nuvem compacta de gás venenoso orbita a margem externa do sistema solar. É formada (e continua a ser mantida) por colisões entre um enxame de corpos semelhantes a cometas gelados. Os cientistas têm duas teorias para explicar a sua presença: os restos congelados são preso…

WISE descobre milhares de novas estrelas, mas nenhum "PLANETA X"

Imagem
Depois de pesquisar centenas de milhões de objectos em todo o nosso céu, o WISE (Wide-Field Infrared Survey Explorer) da NASA não obteve evidências do suposto corpo celeste no nosso Sistema Solar chamado "Planeta X". Os pesquisadores já haviam teorizado acerca da existência deste grande corpo celeste, mas invisível, suspeito de estar algures para lá da órbita de Plutão. Além de "Planeta X", o objecto tinha outras alcunhas, incluindo "Némesis" e "Tyche". Este estudo recente, que envolveu a análise de dados do WISE cobrindo todo o céu no infravermelho, não encontrou nenhum objecto do tamanho de Saturno ou maior até uma distância de 10.000 UA (Unidade Astronómica), e nenhum objecto maior que Júpiter até 26.000 UA. Uma Unidade Astronómica equivale a 150 milhões de quilómetros. A Terra está a 1 UA, e Plutão a cerca de 40 UA, do Sol.
"O Sistema Solar exterior provavelmente não contém um planeta gigante gasoso, ou uma pequena estrela companheira,&qu…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...