Postagens

Mostrando postagens de Abril 29, 2014

Matéria Escura causou extinção dos dinossauros?

Imagem
Cometas e matéria escura
Dois físicos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, estão propondo que a extinção dos dinossauros, e várias outras extinções em massa na Terra, podem ter sido causadas por cometas arremessados pela matéria escura. É um cenário ainda longe de uma demonstração convincente, mas os argumentos parecem fazer sentido - o artigo que propõe a teoria foi aceito para publicação na principal revista de física do mundo. Na verdade, embora a sequência de eventos que ligariam a matéria escura aos dinossauros, ou mesmo aos cometas, ainda seja muito tênue, a teoria parece estar agradando porque reúne duas grandes questões em aberto: a identidade da matéria escura e se existe um padrão para a queda de cometas na Terra.
Discos de matéria escura
Os astrônomos argumentam que a matéria escura deve existir por causa de sua atração gravitacional, que se revela na forma de um puxão gravitacional inexplicável sobre o movimento das galáxias - mas ninguém sabe realmente o que ela é…

Como as galáxias existem?

Imagem
Galáxias - aquelas vastas coleções de estrelas que povoam o nosso universo - estão por todo o lugar. Talvez o exemplo mais ressonante deste fato seja o Hubble eXtreme Deep Field, uma coleção de fotografias do telescópio espacial Hubble, que revelam milhares de galáxias numa única imagem composta. No entanto, estimar quantas galáxias existem em todo o universo é um trabalho mais difícil. Números absolutos são um problema - uma vez que a contagem começa na casa dos bilhões, leva algum tempo a fazer a adição. Outro problema é a limitação dos nossos instrumentos. Para obter o melhor ponto de vista, um telescópio precisa ter uma grande abertura (diâmetro do espelho principal ou lente) e estar localizado acima da atmosfera para evitar a distorção do ar da Terra. Embora as estimativas variem entre diferentes especialistas, uma faixa aceitável situa-se entre as 100 bilhões e as 200 bilhões de galáxias, afirma Mario Livio, astrofísico do Space Telescope Science Institute, em Baltimore, EUA.
Ind…

5 fatos sobre Kepler-186F, o planeta primo da Terra

Imagem
Um planeta recém-descoberto apelidado de primo da Terra acaba de ser encontrado a 490 anos-luz da Terra. O planeta, chamado de Kepler-186F, é o primeiro planeta do tamanho da Terra encontrado na zona habitável da sua estrela. Sendo apenas cerca de 10% maior do que a Terra, Kepler-186F é o planeta mais próximo da Terra em tamanho já encontrado na zona habitável da sua estrela. O que mais você precisa saber sobre a nova descoberta do planeta alienígena? Aqui estão cinco coisas para conhecer melhor Kepler-186F, o primo da Terra. Kepler- 186F é um achado histórico
Kepler-186F é o primeiro planeta alienígena do tamanho da Terra encontrado na zona habitável da sua estrela. Isso significa que o planeta, que é apenas um pouco maior do que a Terra, está na parte do seu sistema estelar onde a água líquida pode existir na superfície do planeta. Astrônomos descobriram outros planetas nas zonas habitáveis ​das suas estrelas, mas esta é a primeira vez que um planeta tão próxima da Terra em tamanho é …

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...