Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 6, 2016

Esta galáxia inteira está sendo devastada por seu buraco negro supermassivo

Imagem
Uma bela imagem de uma galáxia sendo estrangulada por tentáculos de gás e poeira foi registrada pelo Telescópio Hubble. O estranho formato deste objeto celestial é causado por um enorme buraco negro localizado em seu centro. Ele está matando a galáxia. Chamada de NGC 4696, a galáxia está localizada no aglomerado de galáxias Centaurus, a 150 milhões de anos-luz de distância da Terra. Ela tem um formato elíptico que pode parecer com a de seus vizinhos, mas uma olhada mais cuidadosa revela que ela é bastante diferente.  A NGC 4696 tem filamentos encaracolados de poeira e hidrogênio ionizado que saem do corpo celeste principal e vão em direção ao espaço.
Novas pesquisas sugerem que há um gigantesco buraco negro no centro da galáxia, responsável por essas características, além de impedir a criação de novas estrelas nesta região. A galáxia está com os dias contados. Esta curiosa galáxia tem chamado atenção dos pesquisadores há algum tempo, já que é a mais iluminada do aglomerado. Mas uma no…

Enxame galáctico embrionário imerso em nuvem gigante de gás frio

Imagem
Impressão de artista da Teia de Aranha. Na imagem, as protogaláxias podem ser vistas em branco e rosa, e o azul indica a localização do gás monóxido de carbono no qual as galáxias estão submersas. Crédito: ESO/M. Kornmesser.
Astrónomos que estudam um enxame de protogaláxias ainda em formação, vistas como eram há mais de 10 mil milhões de anos atrás, encontraram uma galáxia gigante no centro do aglomerado que se está a formar a partir de uma sopa surpreendentemente densa de gás molecular.  É diferente do que vemos no Universo próximo, onde as galáxias em enxames crescem canibalizando outras galáxias. Neste enxame, uma galáxia gigante está a crescer ao alimentar-se da sopa de gás frio onde está submersa," comenta Bjorn Emonts do Centro para Astrobiologia em Espanha, que liderou a equipa internacional de investigação.
Os cientistas estudavam um objeto chamado Galáxia Teia de Aranha que, na verdade, não é uma única galáxia, mas um grupo de protogaláxias a mais de 10 mil milhões de anos…

Astrônomos encontraram um tipo totalmente novo de estrela no centro da Via Láctea

Imagem
Os astrônomos descobriram uma nova família de estrelas no centro da Via Láctea, as quais eles estão se referindo como Estrelas ricas em Nitrogênio, por causa de seus níveis anormalmente altos deste elemento. Estes estranhos novos astros não só aprofundam nossa compreensão sobre o que está no coração de nossa própria galáxia, como sua descoberta poderia lançar luz sobre como algomerados globulares – estranhos grupos esféricos de estrelas que orbitam o centro de uma galáxia – foram formados durante a criação da Via Láctea, cerca de 13,2 bilhões de anos atrás.
“Esta é uma descoberta muito emocionante, que nos ajuda a resolver questões fascinantes, como a natureza das estrelas nas regiões interiores da Via Láctea, como aglomerados globulares se formaram e qual o papel que eles desempenharam na formação do início da Via Láctea – e, por extensão, na formação de outras galáxias “, disse o pesquisador Ricardo Schiavon, da Universidade John Moores, no Reino Unido. Elas foram encontradas durant…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...