Postagens

Mostrando postagens de Abril 7, 2017

Maior perigo da queda de asteroide não vem do impacto

Imagem
A melhor arma que temos contra um impacto desses ainda parece ser explodir o asteroide usando uma bomba nuclear.[Imagem: Tomsk State University] Choque cósmico A maioria das vítimas do impacto de um asteroide que eventualmente atinja a Terra não virá do próprio impacto. O vento, a pressão e o calor causados pelo acidente são muito mais perigosos, não importando onde o asteroide caia. A equipe do professor Clemens Rumpf, da Universidade de Southampton, no Reino Unido, colocou a mão na massa para calcular o risco de mortalidade caso um asteroide atingisse uma área urbana. Eles consideraram asteroides que se queimam completamente na atmosfera, aqueles que atingem o chão e aqueles que atingem a água. Surpreendentemente, os efeitos produzidos no ar são os que mais custariam vidas. Pior que tsunami Conforme um asteroide mergulha rumo ao solo, ele deposita uma enorme quantidade de energia na atmosfera, resultando em uma onda de choque muito forte, ventos com a força de tornados e uma pluma de fog…

O ALMA observa fogos de artifícios estelares

Imagem
As explosões estelares são normalmente associadas a supernovas, as espetaculares mortes das estrelas. No entanto, novas observações do ALMA forneceram informações sobre explosões na outra ponta do ciclo de vida estelar, o nascimento das estrelas. Astrônomos capturaram estas imagens quando exploravam os restos, parecidos com fogos de artifício, do nascimento de um grupo de estrelas massivas, demonstrando assim que a formação estelar pode ser também um processo violento e explosivo. A 1350 anos-luz de distância na constelação de Orion, situa-se uma fábrica de estrelas densa e ativa chamada Nuvem Molecular de Orion 1 (OMC-1, sigla do inglês), que faz parte do mesmo complexo que a famosa Nebulosa de Orion. As estrelas nascem quando nuvens de gás, com centenas de vezes a massa do Sol, colapsam sob a sua própria gravidade. Nas regiões mais densas, as protoestrelas acendem-se e começam a vaguear sem rumo.  Ao longo do tempo, algumas estrelas “caem” em direção a um centro de gravidade comum, ge…

Detectada atmosfera de exoplaneta parecido com a Terra

Imagem
Os astrônomos acreditam que o exoplaneta GJ 1132b seja um "mundo de água" com uma atmosfera de vapor quente.[Imagem: MPIA] Atmosfera de exoplaneta Astrônomos detectaram uma atmosfera em torno do exoplaneta GJ 1132b, de uma classe conhecida com super-Terra. Isto marca a primeira detecção de uma atmosfera em torno de um planeta mais parecido com a Terra - atmosferas de gigantes gasosos superquentes já haviam sido detectadas. Portanto, é um passo importante no esforço de aprimorar técnicas que possam levar à detecção de vida fora do nosso Sistema Solar - é possível detectar esses sinais pelos gases que os seres vivos produzem ou necessitam para viver. A descoberta foi feita quando um dos telescópios do ESO no Chile estava analisando a estrela GJ 1132, na constelação da Vela, a uma distância de 39 anos-luz da Terra. O planeta estudado é o segundo conhecido ao redor dessa estrela. Vida no trânsito Os astrônomos conseguiram medir a ligeira diminuição de brilho da estrela conforme o plan…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...